Fale conosco
Menu

No Brasil, Escritório participou em graduação de curso para ativistas trans

Compartilhe em:

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on print

SANTIAGO (12 de setembro de 2019) – Em 4 de setembro, a assessora do Escritório para a América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH), Angela Pires, participou da cerimônia de formatura da primeira turma de estudantes do programa de fortalecimento de capacidades “Trans-formação” na Bahia, Brasil.

“Transformação” é um projeto da ONU Brasil no contexto da campanha do ACNUDH “Livres e Iguais”, e é apoiado pelo Ministério Público do Trabalho, o governo do Estado da Bahia e organizações da sociedade civil.

O projeto, que está em fase piloto, cria oportunidades de diálogo e promove o treinamento e a capacitação de ativistas trans, não binários e travestis.

Durante cinco meses, participantes fortaleceram suas capacidades e redes entre instituições locais para a defesa dos direitos humanos. Ao mesmo tempo, as pessoas trans foram apoiadas por meio de um programa de orientação com a participação de instituições de diferentes área, como justiça, saúde, educação, cultura e direitos humanos.

Além de serem ativistas mais capazes diante dos desafios transcomunitários no país, as pessoas que participaram do curso também tiveram uma experiência profissional dentro das Nações Unidas, como voluntárias comunitárias no âmbito do Programa de Voluntariado da ONU (UNV).

A cerimônia de formatura contou com a presença de Liniker, Campeã pela Igualdade da campanha Livres e Iguais no Brasil, que se reuniu com o grupo para compartilhar experiências como ativista dos direitos das pessoas trans. Também houve uma série de apresentações artísticas e culturais dos formandos e formandas durante a cerimônia. Representando a toda a turma, Fabiane Leon e Saman Ferreira destacaram o impacto do projeto em suas vidas e na comunidade de pessoas trans em Salvador, capital da Bahia.

Livres e Iguais

Livres e Iguais é uma iniciativa sem precedentes da ONU Direitos Humanos, que promove os mesmos direitos e um tratamento justo para as pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexuais (LGBTI). A campanha aumenta a conscientização sobre a violência com base na orientação sexual, identidade e expressão de gênero e/ou características sexuais, e promove o respeito pelos direitos das pessoas LGBTI em todo o mundo.

A cada ano, a campanha envolve milhões de pessoas em todo o mundo em conversas que ajudam a promover um tratamento justo das pessoas LGBTI e a gerar apoio a medidas para proteger seus direitos.

Saiba mais sobre “Livres e Iguais” clicando aqui.

FIM

ODS Relacionados

Rolar para cima