Fale conosco
Menu

Na Bolívia, Escritório Regional deu oficina sobre estereótipos de gênero e o papel do judiciário

Compartilhe em:

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on print

SANTIAGO (12 de setembro de 2019) – Em 5 e 6 de setembro, a oficial do Escritório para América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH), Rocío García Sevillano, deu uma oficina sobre estereótipos de gênero para o Judiciário da Bolívia. A atividade foi organizada em conjunto com o Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) na Bolívia, a ONU Mulheres Bolívia, o Comitê de Gênero do Judiciário e a Escola de Juízes.

Com participação de mais de 30 integrantes do Judiciário boliviano, a atividade promoveu e fortaleceu o papel deste poder do Estado na defesa dos direitos das mulheres, abordar estereótipos de gênero nocivos e refletir sobre o impacto da estereotipagem no tratamento e resolução de casos sobre violência de gênero, direitos sexuais e saúde reprodutiva.

Durante o workshop houve apresentações teóricas, exercícios em grupo e análises de casos (jurisprudência internacional, regional e/ou decisões e práticas nacionais), bem como intercâmbios sobre ações de acompanhamento e boas práticas na região.

A iniciativa faz parte de um conjunto de oficinas sobre estereótipos de gênero realizadas na região. Em novembro de 2017, o primeiro workshop foi realizado em Buenos Aires (Argentina), com participação de 30 juízes, juízes e representantes de gabinetes da Mulher de todo o país. Em 2018, foram realizadas outras duas oficinas em Montevidéu (Uruguai) e Salta (Argentina). Em maio de 2019, um novo treinamento ocorreu em Santiago, no Chile, e em breve será organizado no Paraguai e no Peru.

FIM

FIM

¿Te preocupa el mundo en que vivimos? Entonces defiende los derechos humanos de alguien hoy. #Standup4humanrights y visita http://www.standup4humanrights.org/es

ODS Relacionados

Rolar para cima