Fale conosco
Menu

ONU fará relatório sobre relação entre racismo, violência e caso Floyd

Compartilhe em:

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on print
ONU / Violaine Martin. Reunião foi convocada pelo grupo dos países africanos após o assassinato, em 25 de maio, do americano George Floyd, sob custódia policial, nos Estados Unidos.

19 de junho de 2020 – Pedido consta de uma resolução do Conselho de Direitos Humanos adotada, por consenso, nesta sexta-feira, em Genebra; documento condena fortemente continuidade de práticas “discriminatórias e violentas perpetradas por agências da lei contra africanos e descendentes de africanos, em particular, a que levou à morte de George Floyd, em 25 de maio, em Minnesota”.

O Conselho de Direitos Humanos da Nações Unidas produzirá um relatório sobre “racismo sistemático, violações da lei internacional de direitos humanos contra africanos e descendentes de africanos”.

O documento foi solicitado pelo órgão de 47 Estados-membros, nesta sexta-feira, após um debate urgente no Conselho. 

Memorial em honra de George Floyd, no Harlem, Nova Iorque. A morte do americano deu início à onda de protestos. Foto: Hazel Plunkett

Países africanos

A resolução condenou, fortemente, o que chamou de “práticas violentas e discriminatórias” por parte de agências de aplicação da lei. O texto condena também o que classificou de “racismo estrutural no sistema de justiça penal”.

A reunião foi convocada pelo grupo dos países africanos após o assassinato, em 25 de maio, do americano George Floyd, sob custódia policial, na cidade de Minneapolis, em Minnesota, nos Estados Unidos.

A resolução do Conselho de Direitos Humanos sugere que “as práticas violentas e discriminatórias são perpetradas contra africanos e descendentes de africanos”.

O relatório deve ser preparado pela alta comissária de Direitos Humanos, Michelle Bachelet, com assistência dos relatores independentes do órgão.  O estudo deve apurar ainda como está o processo de prestação de contas e de reparação das vítimas.

Respostas

Os integrantes do Conselho também pedem que o relatório examine as respostas dos governos a protestos pacíficos contra racismo incluindo “alegações de uso da força excessiva contra manifestantes, observadores e jornalistas”.

A resolução pede aos países que cooperem, inteiramente, com a produção do relatório, e solicita à alta comissária que forneça uma atualização verbal sobre a preparação do documento durante as sessões 45 e 46 do Conselho de Direitos Humanos assim como a 47ª. sessão, seguida de um diálogo interativo sobre o tema.

O documento também solicita à alta comissária incluir atualizações sobre brutalidade policial contra africanos e descendentes de africanos em todas as atualizações que ela fizer ao Conselho.

Pedido

O debate urgente sobre o tema do racismo e brutalidade policial foi realizado pelo Conselho de Direitos Humanos com a participação dos países, de ONGs e convidados, entre eles o irmão de George Floyd. 

Philonise Floyd enviou uma mensagem gravada ao Conselho, de cerca de 3 minutos, na qual pedia a instauração de uma comissão de inquérito para apurar a morte do irmão.

Fonte: ONU News

Preocupado/a com o mundo em que vivemos? Então LEVANTE-SE para os direitos de alguém hoje.  #Standup4humanrights e visite a página web em http://www.standup4humanrights.org

ODS Relacionados

Rolar para cima