Fale conosco
Menu

Brasil: Escritório participou em comissão da Câmara sobre impactos da Covid-19 em populações negras e quilombolas

Compartilhe em:

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on print
Foto: ONU

BRASÍLIA (27 de agosto de 2020) – A comissão externa da Câmara Federal dos Deputados do Brasil, que acompanha ações de combate à Covid-19, promoveu uma audiência pública virtual, nesta quarta-feira (26), para discutir o impacto da pandemia nas populações negras e quilombolas. 

O evento contou com a participação de ativistas, representantes do governo, de movimentos sociais e parlamentares, bem como da assessora do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos no Brasil, Angela Pires Terto.

Em sua fala, Angela destacou que a Covid-19, além de expor as desigualdades estruturais em inúmeras áreas, tem exacerbado o racismo e a discriminação racial, bem como as dificuldades que tem a maioria da população afrodescendente no acesso à moradia adequada e a serviços como água e saneamento, fundamentais na prevenção e controle da pandemia.

A assessora explicou que em sua primeira resolução sobre a Covid-19, a Assembleia-Geral das Nações Unidas enfatizou a necessidade do pleno respeito aos Direitos Humanos na resposta pela pandemia, não sendo aceitados a discriminação, o racismo e a xenofobia. 

Ela também lembrou que o Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU publicou recentemente um documento com recomendações e boas práticas para enfrentar e minimizar a discriminação racial no contexto da pandemia de Covid-19, uma vez que percebeu um aprofundamento da marginalização e desigualdade para as pessoas afrodescendentes e de outros grupos sociais, principalmente no que se refere ao acesso à saúde moradia adequada trabalho e educação.

Preocupado/a com o mundo em que vivemos? Então LEVANTE-SE para os direitos de alguém hoje.  #Standup4humanrights e visite a página web em http://www.standup4humanrights.org

ODS Relacionados

Rolar para cima