Contacto
Menu

En la prensa | DW Brasil: a 2 meses de la masacre de Jacarezinho

Comparte en:

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on print
6 de julio de 2021 – Transcurridos dos meses de la tragedia en que murieron al menos 25 personas en una operación policial en el barrio de Jacarezinho de Río de Janeiro, Jan Jarab conversó con DW Brasil sobre los avances en las investigaciones y las causas profundas de la violencia policial en el país.

Lee un extracto (en portugués):

“Presunção de culpa”

Logo após o episódio, a Organização das Nações Unidas (ONU) se posicionou sobre o caso, criticando a alta letalidade policial no Brasil e exigindo uma investigação independente sobre as mortes.

No dia 28 de junho, a Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, publicou um relatório sobre racismo sistêmico e violações de direitos humanos no âmbito do direito internacional contra pessoas africanas e afrodescendentes.

Embora o documento trate de um problema global, dá destaque à situação brasileira. A Alta Comissária afirma que os agentes de aplicação da lei raramente são responsabilizados por violações dos direitos humanos e crimes contra pessoas afrodescendentes. Um dos motivos para esse cenário seria a “presunção de culpa” contra as pessoas afrodescendentes.

Em entrevista à DW Brasil, o chefe do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos na América do Sul, Jan Jarab, defendeu a importância de garantir que o caso seja investigado em linha com o protocolo de Minnesota, um instrumento para investigação de mortes potencialmente ilícitas.

“Além da questão da perícia, é fundamental assegurar a transparência, o direito à verdade e à reparação das famílias das vitimas, responsabilização dos responsáveis e a observância de medidas que garantam a não repetição. Finalmente, é necessário que seja considerado o papel que a discriminação racial, os esteriótipos e o preconceito institucional possam ter desempenhado nas mortes”, afirmou.

¿Te preocupa el mundo en el que vivimos? Entonces levántate hoy mismo por los derechos de alguien. #Standup4humanrights y visita la página web en http://www.standup4humanrights.org/es

Objetivos de Desarrollo Sostenible Relacionados

Ir arriba